Páginas

sábado, 5 de dezembro de 2009


Eu continuo aqui,
nessa esquina de mim
sem ti, pois não tem fim
onde dobra essa rua
chamada alma,
nessa casa que agora é sua
e já não tem mais calma.

Celso Andrade.

2 comentários:

Robson Rogers disse...

Pequeno, e fala muiiiito! Parabéns. =)

Yuri Pospichil disse...

Teu estilo é muito bonito Celso, gosto dessa leveza que tuas palavras carregam, mesmo quando são tristes e angustiantes, mesmo assim tu consegue dar um toque estético de leveza.

Parabéns!