Páginas

segunda-feira, 17 de maio de 2010



Então fumo para queimar pensamentos, não que eu esteja induzindo alguém a fumar, não é nada disso, só estou queimando uma folha de papel, onde não consigo escrever uma linha de pensamento qualquer , então transformo em cinza o que não quer sair da mente, depois escondo tudo debaixo na mesa, para um dia desses catar tudo e viver aquela sensação de tarefa cumprida depois de escrito um conto, poesia ou mesmo uma dessas cartas que não enviamos nunca, cheia de fotos e lembranças antigas, amontoamos na lixeira onde também não é esvaziada com perguntas sem respostas, um tanto bobas um tanto verdadeiras sobre determinada sensação, sentimento vivo, queimada na memória da mesa.


(Celso Andrade)

Um comentário:

Mistério do Planeta disse...

mudou novamente? rsrsrs.


quero o filme sim :) pode guardar meu poeta.


nem falarei mais sobre os post.
me deixa sempre sem palavras.