Páginas

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

"Vivendo vozes"













Há alguém batendo ta porta,
pede para entrar com uma voz tênue e firme,
mais demoro a levantar,
já bateram assim outras vezes,
foram meninos de brincadeira,
as vezes quebram a maçaneta ou sujam a porta,
mais a voz as vezes perto outras longe
parece ilusão, ri, pergunta ou emudece
me fazendo homem, me fazendo menino
também não te vejo tampouco te toco.
O problema é que tenho espaço
pode ser loucura ou até cansaço,
mas o que faço?
Não faço mais nada além de te ouvir
falar essa canção que em mim ri.


(Celso Andrade)

Um comentário:

PARA ALÉM DA DIMENSÃO DE TI disse...

Eu tenho tanto espaço..rs..abraço