Páginas

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

O palhaço das palavras


Se escrever fosse coisa séria,
eu estaria amando.
Se escrever fosse coisa séria,
não falariam tento em sentimento.
Se amar fosse coisa séria,
não existiriam tantos poetas,
tristes, alegre e palhaços fazendo caretas.
Se eu fosse uma pessoa séria,
nunca falaria mal do amor
nem do afeto, por isso escrevo
para redimir-me do mal
que falo em meus poemas
esses meus dilemas.
Se poetas fossem...
bem amados, bem entendidos,
não teriam ficado escondidos
entrelinhas.
Poeta é o palhaço das palavras,
o papel é o picadeiro e a caneta
é o sorriso do palhaço que disfarça
toda falta, e toda tristeza escondida
em baixo da maquiagem consoladora.


Celso Andrade.

Um comentário:

Robson Rogers disse...

"Se poetas fossem bem amados, bem entendidos, não teriam ficado escondidos entrelinhas."

Simples e perfeita!
Vai pro blog a frase.
=)