Páginas

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Do sentir













Quase que passa desapercebido esse meu estado de letargia
por pouco não me perco dentro de mim mesmo
não pronuncio nenhuma palavra porque a podem ganhar outro significado
palavras falam mais do que si próprias
então ofereço minha expressão serena e séria
as palavras calam-se, então me calo e observo a lagarta virar borboleta.


(Celso Andrade)

3 comentários:

Mistério do Planeta disse...

me vi nessas palavras.






também tenho saudades.
passo aqui, espio.
fico só no cantinho te observando.


que saudade grandeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!

Mistério do Planeta disse...

eu fiquei foi triste e indignada.

tem muita gente na qual eu peço autorização para postar os poemas. fora toda minha pesquisa e cuidado com o espaço.


é foda Celso.


se quiser, posso te dá a ferramenta para trancar o seu.

Mistério do Planeta disse...

mexi um pouquinho no Reino.
passa lá, quero sua opinião :)