Páginas

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Sobre emergir

Eu não tinha nada mais resolvi dar o salto antes que perdesse completamente os movimentos, antes que você pudesse partir -porque eu já conhecia essa mesma situação e não queria repetir a falha, então arrisquei a mim mesmo, eu só tinha um fio de esperança e é sobre ela que me mantenho vivo, é com ela que te descrevia nos meus versos, mais você não penetrou no mais fundo, você viveu a superfície e me jogou no esgoto do meu passado, a sorte é que já conheço o caminho de outrora e volto mais limpo do que posso.


(Celso Andrade)

9 comentários:

Débora Panterellas disse...

Que bonito Celso! :')

Bia Maia disse...

A gente aprende muitas vezes sofrendo...e afundar:NUNCA...isto não,

Um beijo em seu coração com meu carinho,

Bia

Leca disse...

Sempre preciso dar um salto...
Esse salto que me mantém viva...
beijos
Leca

Sil.. disse...

Aiiiiiii Celso, querido....

E a gente conhece mesmo o caminho, e "Com certeza" volta mais limpo.

Menino, que perfeição isso!

Te abraço!

Teca Eickmann disse...

Pode parecer que tá repetindo um erro, mas não tá. Por que você não vai se deixar afundar tanto quanto da primeira vez, não é?!

Beijoos,
Teca Eickmann

Priscila Rôde disse...

"tropeça pra sentir o chão mais de perto e ter a certeza de que dali, não passa."

Não passamos e o melhor, com o coração reinventado! rs

Beijo.

gorettiguerreira disse...

Aposto de coração em sua garra e na força de Deus que voltarás imune as investidas passadas.
Beijos amigo.
Tens um coração e mente tão belo, aproveite e venha a superfície.
Goretti.

Pequena Poetiza disse...

preciso aprender esse caminho...
ou relembrar... não sei aoc erto.

beijos

Sheila S.S. disse...

"Resolvi dar o salto antes que perdesse completamente os movimentos..." Ótima metáfora! Abço.