Páginas

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Segunda- Feira modorrenta

Há os que optam pelo silêncio, há quem mesmo em qualquer espécie de desespero não tem opção, a minha opção é o silêncio.
Escuto a sinfonia do mundo, uma desconsertada música soa em nós ao andar pela rua. Nessa caminhada compartilho coisas e afeto. Sair de casa é uma troca mútua com pessoas que você nem conhece mais farão parte de nossas vidas, dos comentários infundados a palpites infrutíferos, dos olhares que nos são arremessados passemos longe, guardemos o bom-dia para nós mesmo, e cumprimos nossa tarefa diária.


(Celso Andrade)

8 comentários:

Sil.. disse...

[...] A felicidade sempre iria ser clandestina para mim. Parece que eu já pressentia. Talvez essa seja a maior verdade sobre mim e é com ela que vou acordar todos os dias.


Não é, meu querido!

Saudadeeeeeeeeeee daqui!

Beijo, beijo!

* Felicidade Clandestina disse...

eu sinceramente, odeio as segundas-feiras rs.

Guilherme Navarro disse...

Bela passagem, estou ainda pensando sobre o assunto...

Priscila Rôde disse...

Hoje não fui silêncio mas... queria!


Um beijo.

Daaý Brunett´S disse...

Oiie Celso, tem post seu no meu blog, passa lá...
http://daaybrunetts.blogspot.com/
Bjs!

Daaý Brunett´S disse...

Então eu sei que não devia, caso vc não goste eu tiro sua foto!´
eu tentei falar contigo mas nao tive resposta. então postei uma foto sua incluindo vc num top 5 de blogueiros mais gato que gosto.
me diz o que acha tá!
Beeeijo =)

Pérola Anjos disse...

Existem silêncios que fazem barulhos que ensurdecem e doem.

Que o teu silêncio te conte coisas bonitas!

Beijos!

Robson Rogers disse...

As vezes reclamamos de toda essa gente que nos rodeia, imagine que tristeza andar só em um centro de uma cidade durante o dia. Compartilhar é difícil mas indispensável para nossa sanidade.