Páginas

domingo, 11 de outubro de 2009

Você e você mesmo


Não importa a idade que tens, hoje na lucidez dos meus vinte anos posso dizer convicto: estará sempre só, você e você mesmo!, não importa tua idade, crença, fama, poder aquisitivo, nasceu só e morrerás só, os teus amigos o deixarão quando não tiveres mais a oferecer o que usam de ti, talvez você nem saiba disso, ou talvez morra sem saber, amigos, pessoas e conhecidos vão e vem, uns permanecerão ao nosso lado(que são pouquíssimos)outros terão que partir porque a vida acabou para eles, ás vezes pergunto porque emudecem para nós, porque não nos quer mais como companheiro, em meio a pesadelos acordamos atônitos e deparamos com nosso eu mais profundo, estarás só nessa hora, ainda que tenhas outra cama a deitar e alguém para abraçar-lhe, o sonho é teu? o pesadelo também foi teu?nasceu só e morrerás contigo mesmo, no mais intimo ou mais frívolo dos seres humanos, terás que viver de qualquer jeito -se quiseres-, essa pode ser uma escolha terrível para uns, nem tanto para outros(porque nascem de olhos fechados e morrem de olhos fechados para Deus, para o próximo, para o afeto!),se perdeu alguém não por escolha própria não lamente, virá outra melhor ou pior no lugar, porém se tens alguém que compartilhar e tenta dividir seus momentos de felicidades, conserve-a!Essa poderá ser uma das pouquíssimas pessoas que te acompanharás até o final.

Não corra dos momentos tristes em que se encontrar, viva-os! certamente precisarás futuramente, o passado é o espelho do futuro, enxergará se quiser, assim a vida não será só surpresa , dor ou frustração(com as pessoas ou situações)e sim uma válvula de escape qual precisarás sempre.



Celso Andrade

2 comentários:

Robson Rogers disse...

Agora falaste tudo, e muito do que eu precisava e tentava dizer a algum tempo.

Acredito que a maioria das pessoas nos deixam quando não temos mais para oferecer à elas o que antes podíamos oferecer. Raras são as pessoas que permanecem conosco durante nosso período de seca.

Se não te importas, usarei teu texto no meu blog.
Com devidos créditos, é claro.
Abraço , Celso.

Mistério do planeta disse...

lindo!

TE AMO.