Páginas

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009


O preconceito não salvou ninguém,
o preconceito nunca salva, segrega e
enche o peito do homem que o faz
e destrói almas desarmadas.

O preconceito é maior que o homem,
maior que o homem são suas futilidades,
o preconceito é fútil, é alimento
de medíocres.

O preconceito derrubou casas,
dissolve lares, o preconceito não salva
mata inocentes, porque o preconceito
é maior que o homem.

Maior que o preconceito é a ignorância
o preconceito é um homem sem afeto,
maior que o preconceito do homem
é o oprimido de cabeça erguida.

Celso Andrade

2 comentários:

Robson Rogers disse...

Assino em baixo!! ^^

suigenerismaya disse...

Como já disse Frank Zappa,"Existe mais estupidez do que hidrogênio. Estupidez é o elemento básico do universo". Talvez tantos pré-conceitos sejam hábitos herdados de uma sociedade doente,mas somos nós que nos rendemos à falta de reflexão e somos nós que temos de voltar um pouco atrás e ressurgir como "tabula rasa" (do latim, folha em branco)para podermos reescrever algumas páginas de nossa história e torná-la mais bonita.