Páginas

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Presságio


Espero,
como quem
sabe o preço e o valor
do que está por vir.

Anseio o futuro
como quem respira
intensidades.

Vivo como quem
anda descalço em
em pedras.

Sinto gotejar felicidade
Por tudo que é belo,
que é vivo e esperançoso,
encho-me de calma
e espero...

Celso Andrade

Um comentário:

Natalia Araújo disse...

Lindo isso...
É sempre bom viver com esperanças, ainda que tudo pareça estar a favor do oposto.
É sempre bom sentir a vida como uma felicidade imensa e insubstituível.
Parabéns!
Admiro tuas escolhas.

Grande abraço.