Páginas

domingo, 7 de março de 2010

Partir


Ao som de: Stanley Jordan - ("Stairway to Heaven")


O último contato
é sempre terrível...
não há quem o esqueça.

O último olhar,
diferente daquele
com que fomos recebidos.

O brilho dos olhos,
mas, da última gota
de lágrima que esvanece.

O último som que se recorda,
não o jazz habitual dos dias de sábado,
mas, o bater da porta.

Esgotam-se as palavras...
sobraram apenas
soluços, raiva e tristeza.


Celso Andrade

4 comentários:

JeffCruz disse...

Excelente Celso! Ficamos sempre com o ultimo olhar...
Parabéns

John Rômulo disse...

O "último" é em tudo dolorido quase sempre.
Definitivo sem possibilidades de se voltar no tempo e/ou estica-lo.

parabéns ,aescritor!

Robson Rogers disse...

Parabéns meu amigo. Um belo poema. Bem suscinto; direto e verdadeiro.

;)

Abraçoo

Felicidade Clandestina disse...

sem palavras para este.


esgotaram-se as palavras...