Páginas

domingo, 25 de abril de 2010



Vou caminhado pela estrada da vida, com alguns silêncios, alguns ardores, onde nenhum ócio é mais pesado, nenhuma vida é mais dilacerante, por trilhas tortas, deformadas ando sem sinal do amor observo passarem os dias e as noites, procurando matar a tal sede daqueles não se encontraram e não encontram seu canto onde encostar a cabeça ao ombro, sentar no solo, pegar na mão, e dá um beijo ao deitar, por essas e outras coisas não desisto da vida, que sua caminhada não seja tediosa nem confusa, quero ter a certeza ao olhar nos olhos ao aperto da mão de quem decidir compartilhar seu mundo ao meu.


(Celso Andrade)

4 comentários:

JeffCruz disse...

De fato, sem sinal do amor!. é que as vezes o amor nao se anuncia. E muitos de nós apenas silenciamos, temos medo do nosso pecado de "dizer.. declarar.. " É com ter um canto onde encostar a cabeça ao ombro.. e compartilhar mundos.. mas do que temos medo afinaL? \o/

Naty Araújo disse...

Ahh sim.. entendo perfeitamente.
Foi só por isso que perguntei.
FAz parte... já se resolveu?

Bjos... quero compartilhar meu mundo, é lindo isso.

Leca disse...

é necessária uma boa dose de sonho para continuar vivendo...procurando...
boa sorte pra você...
beijos
Leca

Mistério do Planeta disse...

saudade.