Páginas

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Relacionamentos são como dias chuvosos, e não há nenhum lugar onde possamos nos abrigar por muito tempo. Porque se já amamos uma vez, onde formos terão poças e pingueiras.


(Celso Andrade)

16 comentários:

Marcelo Vinicius disse...

Muito, muito bom, meu amigo!!

Pedro Ivo Pires disse...

Em pequenas frases, você consegue transmitir todo o significado de um sentimento. Parabéns!!!

Dá uma olhada no Outra Persona, tem um post novo, vê o que você acha!

A Equipe disse...

Meu Blog Tem Conteúdo

Seleção dos Melhores Blogs Culturais do Brasil!
http://meublogtemconteudo.blogspot.com/

Parabéns pelo seu Blog!!!

Você está fazendo parte da maior e melhor
Seleção dos Melhores Blogs Culturais do Brasil!!!!
-Só Blogs Premiados -
Selecionado pela nossa equipe, você está agora entre
os melhores e mais prestigiados Blogs Culturais do Brasil!

O seu link encontra-se Aqui:

http://meublogtemconteudo.blogspot.com/


Pegue nosso selo em:
http://meublogtemconteudo.blogspot.com/


Um forte abraço,
Da Equipe do Meu Blog Tem Conteúdo

http://meublogtemconteudo.blogspot.com/

Pipa. Agora eu era o herói. disse...

Então...

Tem que jogar terra nessa poça
E tapar o pingo.

Consertar as estradas para que os demais possam passar.

Beijo meu

Lara Amaral disse...

Verdade...

Obrigada pelo comentário.

Beijos.

Saulo Taveira disse...

As células tem memória. Não se torture, compre um guarda-chuvas.
Serás sempre bem-vindo no Partitura.

Abraços.

Bia Maia disse...

E para estes tipos de problemas, há os guarda-chuvas, as capas protetoras, ou mesmo ficar um pouco em casa, deixando o temporal passar e o SOL VOLTAR A BRILHAR outra vez...

beijos com carinho!!

Bia

Moreira disse...

Agradecido pela visita, caro Celso. Sim, goteiras intermináveis, por dentro e fora de nós!

Erica Vittorazzi disse...

Perfeito. Adorei a metáfora!!


Beijos

Pequena Poetiza disse...

ai... doeu bem lá no fundo.
totalmente verdade

beijos

Bípede Falante disse...

Precisamos de poças e goteiras para não derreter sob o sol :)
Muito bonito o que você escreveu!

Leca disse...

Certíssima...essa sua verdade...
sempre estamos cercados de pingueiras...
é só escolher...

"...Quem nos deu asas para andar de rastos?
Quem nos deu olhos para ver os astros
Sem nos dar braços para os alcançar?!..."
Lindo né...é Florbela Espanca...
Que flutua no meu blog...
E espera por você...
Beijos...
Leca...

Sil.. disse...

Celso, vc é um querido.
Menino, se tu soubesse o quanto te gosto!
Olha, dá pra assinar embaixo ai??
Ando pulando as poças, os poços, sei lá rs.

Te abraço!

Sil.. disse...

PS: Morroooooooo de vontade de conhecer a Bahia, morro de amores.
Só de ver.
Um primo meu mora ai, e disse que não quer outra vida.
Vive dizendo: Silllll vem pra cááá.
Mas se eu for, te garanto que não volto !!!

Beijo meu!

Patrícia Gonçalves disse...

Oi Celso, vim agradecer a visita! Quanta sensibilidade! Gostei muito! Estou te seguindo!

Um abraço grande e apareça mais vezes!

Felicidade Clandestina disse...

vamos tapar essas poças?