Páginas

terça-feira, 6 de julho de 2010

Sobre aviso


Venha sem medo
Me cheire, me beije
Me ame enquanto pareço louco
Só não me leve de mim
Porque meu amor esta morto faz tempo.


(Celso Andrade)

7 comentários:

Priscila Rôde disse...

É sempre bom um recomeço!

:)

Débora Panterellas disse...

"Só não me leve de mim."

perfeito :')

Ribeiro Pedreira disse...

o amor como sintoma de loucura

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

poema da entrega

Felicidade Clandestina disse...

me toque mansinho me encha de beijos...




me lembrou uma musiquinha.


postei um fragmento lispectoriano para você hoje.
estava olhando a imagem, pensando em você que tinha comentando sobre 'as horas' e fiz a postagem :))



beijos.

três beijos!

Por que você faz poema? disse...

O amor morre antes de mim.

Enfim 40 disse...

o amor não morre, nasce em outros lugares, eu acho